Entendeu ou quer que eu resenhe?

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

CONTOS APÓCRIFOS - O que a Bíblia não revelou, mas nossa imaginação, sim.


OS LIVROS APÓCRIFOS 
- Antologia de contos inspirados na Bíblia -



A palavra “apócrifo”, do grego apokrypha, significa: “oculto”, “escondido”. Termo empregado para designar livros, documentos não canônicos, textos que foram suprimidos, ao longo dos séculos, tanto no Antigo quanto no Novo Evangelho. 

Idealizada e organizada por Rubem Cabral, a antologia Os Livros Apócrifos (Caligo Editora Ltda, 2016, 186 páginas) reúne contos de nove autores diferentes. A edição, com a capa lindíssima assinada por Pedro Viana, apresenta a qualidade já esperada. O conteúdo não deixa nada a desejar, muito pelo contrário. 

Por ser um conjunto de textos de diferentes autores, a antologia não segue um estilo de escrita definido. Não há homogeneidade de contos, pois cada texto aborda um recorte bíblico, com uma visão particular de fatos não relatados nas escrituras.

A proposta de Os Livros Apócrifos consiste em criar narrativas baseadas nos muitos livros que não foram considerados como parte do cânone bíblico, como, por exemplo, o “Apocalipse de Moisés”, “O Evangelho Armênio da Infância de Jesus”. Para isso, os autores usufruíram de total liberdade ao retratar fatos com visões completamente diferentes dos textos que compõem a Bíblia “oficial”.

As inúmeras possibilidades de criação contribuíram para que os nove autores apresentassem contos surpreendentes. Cada conto apresenta uma versão alternativa, simbolizando um texto apócrifo singular, um pergaminho ainda perdido no tempo e no espaço. 

Relação de contos e autores:

Metamorfoses – Raione LP
O Irmão mais novo – Rubem Cabral
Os três dias – Fabio Baptista
A Torre de Nimrod – Valentina Silva Ferreira
Epístola de Pilatos – José Geraldo Gouvêa
Salomão e a Rainha das Luzes – Claudia Roberta Angst
O Evangelho Sangreal – Bia Machado
A Escada de Jafar – Gustavo Araújo
Vem – Diogo Bernadelli

De Jesus ao Rei Salomão, passando pelos mais variados e marcantes personagens bíblicos como Pilatos, Maria Madalena, Esaú e Jacó, os contos abordam temática inspirada na Bíblia, sendo que cada autor utilizou um tom próprio para criar o seu texto. Alguns escritores revelaram-se mais densos, enquanto outros foram mais irônicos.

Pode-se encontrar nas páginas desta antologia, tanto irreverência e ironia, quanto pinceladas filosóficas, romance e questionamentos. Há, também, relatos inspirados em uma realidade obscura, com a tentativa de humanização dos personagens. 

O leitor não encontrará uma tentativa de superação, nem mesmo comparação, do estilo bíblico. As vertentes de criação foram as mais variadas possíveis: história alternativa, ficção científica, romance, mitologia inventada, etc.

Nove autores e alguns segredos. O leitor é convidado a viajar nas possibilidades do “E se...”, sem se ater a preconceitos de crença, desvendando o mistério de cada personagem segundo sua própria percepção. Lembrando sempre que este é um livro de ficção.

Afinal, o que pode ser considerado real e o que foi inventado? Qual é a sua verdade?  E se...?

Cotação: *****

Livro disponível para venda em: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário